fechar
ArteCinemaCultura

Mostra Ecofalante de Cinema exibe 18 filmes em Porto Alegre

O Sonho Americano e Outros Contos de Fadas,Abigail Disney e Kathleen Hughes

Entre os dias 14 e 20 de setembro, a cidade de Porto Alegre receberá a itinerância da 12ª edição da Mostra Ecofalante de Cinema, considerada como o mais importante evento audiovisual da América do Sul dedicado às temáticas socioambientais. As exibições de filmes acontecerão na Cinemateca Capitólio.

Totalmente gratuita, a programação contará com a exibição de 18 filmes, incluindo obras premiadas em festivais nacionais e internacionais, destaques da edição mais recente da Mostra Ecofalante em São Paulo e uma sessão para o público infanto-juvenil. Também integra o evento um debate promovido pela Associação Amigos da Cinemateca em torno do filme “I Heard It Through the Grapevine”, de Dick Fontaine e Pat Harley, no sábado (16/09), às 19h.

A abertura do evento ocorre na quarta-feira, 14/09,  às 19h. Na ocasião, será exibido o filme “A Invenção do Outro”, de Bruno Jorge, último vencedor do Festival de Cinema de Brasília e que obteve os prêmios de júri e de público na 12ª Mostra Ecofalante, realizada em São Paulo no mês de junho. O documentário retrata a maior expedição das últimas décadas na Amazônia realizada pela Funai e liderada pelo indigenista Bruno Pereira para tentar encontrar e estabelecer o primeiro contato com um grupo de indígenas isolados da etnia dos Korubos, em estado de vulnerabilidade.

A programação completa da Mostra Ecofalante em Porto Alegre poderá ser acessada em breve no site ecofalante.org.br/programacao.

Destaques da programação

Além do filme de abertura, outros títulos que estiveram na Competição Latina da 12ª Mostra Ecofalante estão na programação de Porto Alegre. 

Entre eles, está “Exu e o Universo”, escolhido como o melhor filme da Competição Latino-Americana pelo público da 12ª Mostra Ecofalante e também premiado no Festival do Rio e na Mostra Internacional de São Paulo. O documentário de Thiago Zanato desfaz preconceitos em torno da figura de  Exu, divindade presente em religiões de matriz africana, e se coloca contra os ataques à liberdade de culto e ao racismo sistêmico no Brasil.

Já “Vento na Fronteira”, de Laura Faerman e Marina Weis, acompanha a luta do povo Guarani-Kaiowá pelas suas terras, na região do Mato Grosso do Sul, que são objeto de disputa de grandes proprietários rurais. 

A migração é o tema de “Aquí en la Frontera”, de Marcela Ulhoa e Daniel Tancredi, protagonizado por três personagens migrantes e refugiados da Venezuela que vivem no Brasil: uma jovem mãe, uma mulher trans e o organizador uma ocupação com mais de 300 imigrantes em Boa Vista sob ameaça de despejo. 

Outro filme brasileiro presente nesta programação em Porto Alegre é “Escute, a Terra Foi Rasgada“, documentário que teve sua estreia mundial na 12ª Mostra Ecofalante e é dirigido por Cassandra Mello e Fred Rahal Mauro. Ele retrata uma aliança histórica entre três povos indígenas pela defesa de seus territórios, frente à destruição causada pelo garimpo.

“Mulheres na Conservação”, dirigido pela jornalista Paulina Chamorro e pelo fotógrafo João Marcos Rosa, é outro filme brasileiro programado. O documentário, desenvolvido a partir da websérie homônima, mostra na prática o trabalho realizado por sete mulheres que lutam pela conservação da biodiversidade no país e que são referência em suas áreas de atuação.


Parte do panorama histórico da edição deste ano da Mostra Ecofalante, o documentário “I Heard it Through the Grapevine”, dirigido por Dick Fontaine e estrelado por James Baldwin, acompanha uma viagem do escritor pelos Estados Unidos, ao mesmo tempo em que faz um balanço das lutas pelos direitos civis e melhora das condições de vida das comunidades negras em seu país. Além dele, é exibido o filme Eu, Sua Mãe, dirigido pela cineasta senegalesa Safi Faye, em cópia restaurada que estreou na última Berlinale. A exibição de “I Heard it Through the Grapevine” será seguida por um debate organizado pelos Amigos da Cinemateca do Capitólio.

Filmes internacionais recentes também compõem a programação da Mostra Ecofalante em Porto Alegre. Um dos destaques é “Filhos do Katrina”, de Edward Buckles Jr., que foi premiado como diretor revelação no prestigioso Festival de Tribeca; o documentário discute racismo ambiental a partir das consequências do furacão Katrina. Em “O Sonho Americano e Outros Contos de Fadas”, dirigido por Abigail Disney e Kathleen Hughes,  é abordada a profunda crise de desigualdade nos Estados Unidos. Abigail Disney usa o legado de sua família como um estudo de caso para explorar criticamente a intersecção entre racismo, poder corporativo e o sonho americano. “Amianto: Crônica de um Desastre Anunciado”, de Marie-Anne Mengeot e Nina Toussaint, denuncia como a indústria do amianto sabia dos riscos que o material oferecia para a saúde, e como sua insistente ocultação dos perigos deste produto “milagroso” e muito rentável levou à doença e à morte de inúmeros trabalhadores e suas famílias. Vencedor do Prêmio Pardo Verde WWF no respeitado Festival de Locarno, “Lixo Fora do Lugar”, de Nikolaus Geyrhalter, é um filme sobre dejetos que se espalham pelos mais remotos cantos do planeta e que destaca a luta para se ter controle sobre sua vasta quantidade. Lançado no Festival de Berlim, o português “Águas do Pastaza”, de Inês T. Alves, focaliza uma comunidade isolada na floresta tropical amazônica na qual crianças vivem o seu quotidiano de forma quase autônoma e com um forte sentido de colaboração. 

O evento conta ainda com curtas-metragens que estiveram presentes na última edição da Mostra Ecofalante. Estão na programação “A Febre da Mata”, de Takumã Kuikuro, uma denúncia contra as queimadas na Amazônia; “Mãri hi – A Árvore do Sonho”, de Morzaniel Ɨramari, no qual as palavras de um xamã conduzem uma experiência onírica envolvendo poéticas e ensinamentos dos povos da floresta; o gaúcho “Um Tempo para Mim”, que trata da transformação de uma jovem mbya guarani, que acontece no mesmo dia em que ocorre um eclipse da Lua; e o vencedor do prêmio de melhor curta-metragem da Mostra Brasília no Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, “Levante pela Terra”, de Marcelo Cuhexê, que registra o acampamento ocorrido em Brasília em 2021, quando lideranças indígenas de todas as regiões do Brasil se reuniram para lutar contra o projeto de lei que ameaça a autonomia do territórios e processos de demarcação.

Para o público infanto-juvenil, a Mostra exibe “A Viagem do Príncipe”, animação dirigida por Jean-François Laguionie e Xavier Picard, que mostra as aventuras e os preconceitos enfrentados por um príncipe numa terra estrangeira, de cultura e hábitos diferentes e que se construiu em oposição à natureza. 

Realização

A itinerância da Mostra Ecofalante de Cinema em Porto Alegre é viabilizada por meio da Lei de Incentivo à Cultura. O evento tem patrocínio da Taesa e da BASF e apoio da Drogasil e IHS. Tem apoio institucional da Cinemateca Capitólio, da Embaixada da França no Brasil, do Programa Ecofalante Universidades e do Ministério do Meio Ambiente e Mudança do Clima. A produção é da Doc & Outras Coisas e a coprodução é da Química Cultural. A realização é da Ecofalante e do Ministério da Cultura.  

Serviço

Mostra Ecofalante de Cinema – Itinerância Porto Alegre

14 a 20 de setembro

programação gratuita

ecofalante.org.br

Cinemateca Capitólio
R. Demétrio Ribeiro, 1085 

Centro Histórico, Porto Alegre – RS

Cep: 90010-311

Vinicius Mitto

Autor Vinicius Mitto

Vinícius Mitto é professor e arquivista, mas se declara um curioso-perguntador. Botou o #BahGuri no ar para se divertir e fazer novos amigos. Em 2020 o blog se tornou um bloco de carnaval e arrastou 50 mil pessoas em Porto Alegre.

Deixe uma resposta