fechar
Literatura

Histórias reais de mulheres que venceram na vida por meio da arte de costurar são contadas no “Moda Alegre”

Convite_lancamento_livro Moda Alegre

Dar voz a 20 mulheres de comunidades carentes da capital gaúcha, que começaram do zero,
e, por meio da costura, estavam determinadas a vencer. Esse é o foco do livro “Moda Alegre”,
resultado do programa de mesmo nome, lançado oficialmente em 2019, por sua idealizadora
e CEO, a advogada e digital empreendedora social Tainá Vidal, juntamente com a vice-
presidente de Expansão e Carreira do projeto, a psicanalista Sirley Carvalho. As histórias de
cada uma delas, integrantes deste universo, são contadas por capítulos nas 272 páginas da
publicação, que tem a chancela da Editora Leader, pioneira na busca pela igualdade de
gênero.

“Por meio do livro Moda Alegre podemos mostrar para outras mulheres em diversas localidades do País, sua potência e possibilidade de pensar o empreendedorismo, mudando suas realidades e de suas comunidades”, enfatiza Tainá Vidal.

No livro são apresentadas as trajetórias dessas guerreiras, que têm a coragem e a inspiração
em seu DNA, características fundamentais para quem deseja empreender, seja no ramo que
for. Suas histórias de superação, através da arte de costurar e da busca pelo empreendedorismo, são abordadas como cases reais, demostrando que é possível a essas mulheres conquistarem espaço e efetiva participação no mercado de trabalho. O exemplar traz o caminho percorrido de uma por uma, expondo seus percalços, desafios e preconceitos, bem como as diferentes estratégias que tiveram de aprender e colocar em prática para alavancar seus negócios.

A obra estará à disposição na livraria Cultura, pelo valor de R$79,90, ou pelos QR Codes das
coautoras, que podem ser acessados diretamente em suas redes sociais, e, neste caso, com
percentual de 15% revertido para elas. É possível ainda solicitar o livro pelo @modaalegre. Já
instituições públicas e privadas, que quiserem adquirir os livros do Projeto Moda Alegre para

divulgar o programa, e, assim, colaborar com sua continuidade, podem comprar por lotes. A
venda é diretamente pelo Instagram, por meio do direct, e site do Moda Alegre https://modaalegre.com.br/. A edição conta também com embaixadoras, que investiram
financeiramente, possibilitando que a publicação se tornasse realidade, além de empresas
patrocinadoras, que acreditaram na firmeza dessas e de tantas outras representantes do sexo
feminino que virão, de vencer na vida e se tornarem capacitadas e donas de seus próprios
negócios.

“Trabalhar em prol do empreendedorismo feminino é acreditar na força das mulheres,
que, por meio dessa oportunidade, contribuem para suas comunidades e para a
economia do País. É uma iniciativa que tem o poder de nos surpreender a cada dia,
tendo, sempre, algo novo a ser desenvolvido”, evidencia Sirley Carvalho.
Projeto Moda Alegre – O programa de empreendedorismo social “Moda Alegre” começou a
ser concebido em 2017, sendo oficialmente lançado em 2019, culminando, agora, com a
publicação do livro homônimo. O Moda Alegre “trilhas de conhecimento” é um projeto de
capacitação profissional, de educação socioemocional, que potencializa a economia circular,
colaborativa, liderança feminina e desenvolvimento local. A iniciativa atua com base em três
pilares concomitantemente: educação, geração de renda e valorização pessoal.
Na dimensão valorização, são trabalhados o valor e a história delas como mulheres,
potencializando, assim, suas aptidões de empreendedora e profissional. Ainda é abordado o
valor geracional da profissão de costureira, ressignificando essa habilidade, fortalecendo,
desta forma, o potencial do RS, que consegue ter a cadeia completa da moda, alavancando,
desse modo, esse tão importante setor integrante da economia do estado.

SERVIÇO:
O quê: Lançamento do livro “Moda Alegre”
Data: 05/09/23
Horário: 17h
Onde: Theatro São Pedro (Praça Mal. Deodoro S/N – Centro Histórico – Porto Alegre/RS)

Vinicius Mitto

Autor Vinicius Mitto

Vinícius Mitto é professor e arquivista, mas se declara um curioso-perguntador. Botou o #BahGuri no ar para se divertir e fazer novos amigos. Em 2020 o blog se tornou um bloco de carnaval e arrastou 50 mil pessoas em Porto Alegre.

Deixe uma resposta