fechar
AgendaCulturaMúsica

ORQUESTRA DA ULBRA COM FRANK SOLARI NO DIA MUNDIAL DO ROCK NA AMRIGS

IMG-20240712-WA0010

No Dia Mundial do Rock (13/7), a Orquestra da Ulbra recebe @franksolari (guitarra) para uma noite eletrizante no Teatro da Amrigs.

As Quatro Estações – uma das obras mais executadas no mundo inteiro – ganhará solos de guitarra e uma pegada forte das cordas da Orquestra e bateria, com @littlemarkfe. A música viva e rítmica do compositor do período Barroco se transforma em rock! A regência é de @maestrotiagoflores .

E A NOVIDADE DESTA EDIÇÃO é que o repertório ainda inclui Kashmir (Led Zeppelin), Always with me (Joe Satriani), Nothing Else Matters (Metallica) e Smoke on the Water (Deep Purple).

Os ingressos estão à venda pelo Sympla. Garante o teu!

🤘🏼🎸VIVALDI ELÉTRICO | ORQUESTRA DE CÂMARA DA ULBRA 🎸🤘🏼DIA MUNDIAL DO ROCK 🤘🏼🎸

Data: 13 de Julho, às 20h30
Local: Teatro da AMRIGS (Av. Ipiranga, 5311, Partenon, Porto Alegre)

INGRESSOS: Sympla

PROGRAMA:

Antonio Vivaldi
👉🏼 Concerto Grosso em Ré M, RV 121
👉🏼 As Quatro Estações
👉🏼 Led Zeppelin – Kashmir
👉🏼 Joe Satriani – Always with me
👉🏼 Metallica – Nothing Else Matters
👉🏼 Deep Purple – Smoke on the Water

Participação:
👉🏼 Frank Solari (Guitarra)
👉🏼 Marquinhos Fê (Bateria)
👉🏼 Eduardo Knob (Cravo)

Regência: Tiago Flores

NÃO PERCAM !!!!!!!!!

read more
#AJUDARSFilantropiaMúsica

Musicoterapia Brasileira unida pelo RS

Grazi Pires_arquivo pessoal

A saúde mental dos gaúchos depois das enchentes de maio é uma grande preocupação no Estado. Profissionais de várias áreas da saúde estão unidos para amenizar este problema em crianças e adultos. As musicoterapeutas Natália Magalhães e Graziela Pires criaram a iniciativa SOS ENCHENTES RS_Musicoterapia para os refugiados climáticos. Já foram atendidas 120 pessoas e até o final do ano, o projeto seguirá de forma presencial, em abrigos, ou online.

Assim que entendemos que a situação era muito grave e que afetaria muito a saúde mental, sobretudo do público de crianças que nós atendemos com transtornos de desenvolvimento, autismo e outros, pensamos: temos que fazer alguma coisa”, diz Grazi. O processo iniciou no dia sete de maio através de ações nas redes sociais e grupos de whatsapp, convidando colegas do Brasil todo a se voluntariarem para atendimentos presenciais e online. “Fomos buscar apoio da UBAM (União Brasileira das Associações de Musicoterapia) e da AMTRS (Associação de Musicoterapia do RS) da qual eu estava presidente na época, para abranger o Brasil todo na ação. E para nossa surpresa, em uma semana encerramos as inscrições de profissionais, pois já haviam mais de 80 cadastrados. E os atendimentos iniciaram imediatamente.”, destaca Natália. Fazem parte dos profissionais cadastrados musicoterapeutas de todo o Brasil, de norte a sul, com diferentes perfis, experiências e dedicação profissional.

Até o final de junho, um total de 20 pacientes, de 03 a 70 anos, haviam se inscrito para receber atendimentos online e em torno de cinco musicoterapeutas voluntários estavam atuando presencialmente e semanalmente nos abrigos da região metropolitana de Porto Alegre, como no CTG Recanto Nativo, em Viamão, Colo de Mãe e no Abrigo no Lindóia Tênis Clube, ambos em Porto Alegre. Nos abrigos, cerca de 100 pessoas foram atendidas. As coordenadoras entendem que o projeto deverá seguir com os atendimentos até o final do segundo semestre. “Sabemos que os efeitos desta grande tragédia sobre a saúde mental das pessoas não será imediato. Por isso nosso time de voluntários seguirá a postos para acolher qualquer pessoa que sinta a necessidade de um espaço de escuta qualificada, orientação psicológica e principalmente que acredite que a música possa auxiliá-lo em seu processo de cura. Independente da idade, do tipo de situação a que a pessoa tenha sido exposta (se direta ou indiretamente), os musicoterapeutas estão prontos para acolher a todos e todas.” desta Grazi Pires que desde 08 de junho assumiu a presidência da Associação de Musicoterapia do Rio Grande do Sul.

PREPARO

As coordenadoras do Projeto, juntamente com a UBAM e AMTRS, pensaram em formações e supervisões gratuitas para os profissionais que se dispuseram a atender. O Dr. Musicoterapeuta Gustavo Gattino ministrou a formação “Métodos, técnicas e procedimentos em musicoterapia para situações de crise e experiências traumáticas”.ADra. Musicoterapeuta Cláudia Zanini falou sobre a temática “Musicoterapia e lutos: perdas e descobertas”.Já a Dra. Musicoterapeuta Mariane Oselaime compartilhou o tema “Encaminhamentos pós situação de crise”.

Conheça a nova Diretoria da AMTRS – Gestão 2024- 2026

Presidente: Grazi Pires (455/2016)

Vice-presidente: Carolina Veloso (487/2020)

 1ª Secretária: Rossana Flores Bastos (497/2021)

 2ª Secretária: Daniela Amorim Faria Schoenknecht (471/2019)

 1⁰ Tesoureira: Mª Helenita Nascimento Bernál (437/2010)

 2⁰ Tesoureiro: Valdonei dos Santos (514/2022)

Conselho Fiscal:

  Irene Marli Bertschinger (459/2016)

  Maria Helena Nunes Schaan (462/2017)

  Luciana Steffen (416/2008)

Sobre A Associação de Musicoterapia do Rio Grande do Sul

 A Associação de Musicoterapia do Rio Grande do Sul (AMT-RS) foi fundada em 11 de novembro de 1968, Porto Alegre. É uma entidade sem fins lucrativos, com a finalidade de resguardar a defesa da classe e atuação profissional ética; promover o uso, desenvolvimento e divulgação da Musicoterapia no tratamento, educação e reabilitação de todos que a necessitem; congregar profissionais e acadêmicos de Musicoterapia e instituições oficiais e/ou particulares cujas áreas de atuação tenham relação com a Musicoterapia; estimular e promover a investigação e a pesquisa no campo da Musicoterapia; promover cursos de atualização e capacitação profissional; representar os profissionais do estado a nível nacional e em demais entidades latinoamericanas e mundiais da Musicoterapia; esclarecer a população e entidades frente a profissionais que fazem uso da musicoterapia de forma indevida, sem formação; e apurar e denunciar a prática antiética e que pode causar prejuízo à população, fazendo uso de instrumentos legais previstos no Estatuto da AMT-RS.

Sobre UBAM
A União Brasileira das Associações de Musicoterapia (UBAM) foi fundada no dia 10 de outubro de 1995, durante o 8º Simpósio Brasileiro de Musicoterapia em São Paulo, e intitulada União Nacional das Associações de Musicoterapia do Brasil (UNAMB), cuja finalidade era formar um colegiado das associações regionais para trocar informações e tentar estruturar o crescimento da profissão em nosso país.

read more
1 2 3 382
Page 1do382